QUARTA-FEIRA, 21 DE OUTUBRO DE 2020
Poss. de Panc. de Chuva a Tarde
33º
MÁX
22º
MIN
1020 AM
Rádio Independência
106,5 FM
Rádio São Miguel
93,3 FM
Rádio Terra das Águas
89,7 FM
Rádio Guaíra
820 AM
Rádio Cultura Foz
| Fonte: MAPA | Fotos: Ilustrativa | 06 de Abril de 2018

Vacinação contra aftosa começa em 1º de maio em quase todo o Brasil

Com exceção dos estados do Acre, Espírito Santo e Paraná

No próximo dia 1º de maio, a maioria dos estados brasileiros e o Distrito Federal começam mais uma etapa de vacinação contra febre aftosa. O Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) alerta ser muito importante que o criador continue imunizando o rebanho, conforme o calendário oficial de vacinação de cada estado. O rebanho brasileiro soma 218 milhões de animais entre bovinos e búfalos.

Todo o rebanho de bovinos e búfalos, de todas as idades, deverá ser vacinado no próximo mês, com exceção dos estados do Acre, Espírito Santo e Paraná, que imuniza apenas os animais de até 24 meses. Em novembro, a maioria dos estados vacinará os animais de até 24 meses.

A coordenadora da divisão de Febre Aftosa (Difa) do Mapa, Eliana Lara Costa, explica que o produtor deve continuar a aplicar a vacina na região da tábua do pescoço, debaixo do couro do animal (região subcutânea), observando os cuidados das boas práticas de vacinação, fundamentais para o sucesso da imunização. "O Brasil está livre da febre aftosa, mas continua sendo obrigatório vacinar os bovinos e búfalos conforme o calendário de vacinação oficial de cada estado" reafirma Eliana Costa.

CUIDADOS

Para que o rebanho fique protegido contra a aftosa, os criadores devem ter os seguintes cuidados:

Comprar as vacinas somente em lojas registradas.

Verificar se as vacinas estão na temperatura correta: entre 2°C e 8°C.

Para transportá-las, usar uma caixa térmica, colocar três partes de gelo para uma de vacina e lacrar.

Manter a vacina no gelo até o momento da aplicação.

Escolher a hora mais fresca do dia e reunir o gado. Lembrar que só devem ser vacinados bovinos e búfalos.

Durante a vacinação, manter a seringa e as vacinas na caixa térmica e usar agulhas novas de preferência do tamanho 15mm por 18mm, limpas.

Lembrar que a higiene e a limpeza são fundamentais.

Agitar o frasco antes de usar e aplicar a dosagem certa em todos os animais: 5 ml.

Aplicar na tábua do pescoço, embaixo da pele, com calma.

Além de todos esses cuidados é importante preencher a declaração de vacinação e entregá-la no serviço veterinário oficial do estado junto com a nota fiscal de compra das vacinas.

Essa declaração é um documento necessário para controle sanitário da doença pelos órgãos responsáveis. A não vacinação ou a não comprovação pode implicar na multa do proprietário dos animais.

Costa Oeste News Telefone (45) 3565-1022 | Whatsapp (45) 99102-5533
Rádio São Miguel Telefone (45) 3565-1022 | Whatsapp (45) 3565-1022
Rádio Terra das Águas Telefone (45) 3268-8778 | Whatsapp (45) 98818-3666
Rádio Independência Telefone (45) 3264-1713 | Whatsapp (45) 99935-8890
Rádio Guaíra Telefone (44) 3642-1945 | Whatsapp (44) 99118-5606
Rádio Cultura Foz Telefone (45) 3026-8020 | Whatsapp (45) 99827-8200