TERÇA-FEIRA, 26 DE MARÇO DE 2019
Pancadas de Chuva a Tarde
30º
MÁX
19º
MIN
1020 AM
Rádio Independência
106,5 FM
Rádio São Miguel
93,3 FM
Rádio Terra das Águas
89,7 FM
Rádio Guaíra
São Miguel do Iguaçu
| São Miguel do Iguaçu | Fonte: Gerson Kaiser | Fotos: Gerson Kaiser | 20 de Dezembro de 2018

Vereador lamenta iminente aumento na taxa de lixo mesmo após pedido de redução

Administração já decretou aumento na Unidade Padrão de Referência, que também influencia no valor da taxa

O vereador Professor Ari, de São Miguel do Iguaçu, participou do Jornal Costa Oeste em Foco desta quinta-feira, 20, para falar sobre as respostas que obteve após questionar a cobrança de duas taxas durante Sessão Ordinária no início deste mês: recolha de lixo e iluminação pública.

Os dois tributos do município tiveram aumento em 2018 e terão aumento em 2019 também.

No início do ano, os moradores de São Miguel do Iguaçu foram surpreendidos com um aumento significativo no valor cobrado pela recolha do lixo no município e também a nova forma de cobrança, com a taxa sendo cobrada junto com a conta de água, que serviu como base calculo para cobrança, já que a taxa lixo é cobrada conforme o consumo de água na unidade consumidora.

Ao longo dos últimos meses foi feito um abaixo assinado, com mais de 1.300 assinaturas, pedindo redução do valor cobrado e na Sessão Ordinária do dia 03 de dezembro da Câmara Municipal, o vereador Professor Ari apresentou o documento e também uma proposta, que foi encaminhada ao Poder Executivo, de redução em até 35% da UPR (Unidade Padrão de Referência) no Município, que também influencia no valor da taxa de lixo.

Surpreendentemente, dois dias após a Sessão, 05 de dezembro, a Administração Municipal publicou no Diário Oficial Eletrônico o decreto nº 597/2018, que vai aumentar o valor da UPR em R$0,10, passando a valer R$3,00 a partir do dia 01 de janeiro de 2019.

Outra taxa que também gerou muitos questionamentos foi a de iluminação pública, que para muitos consumidores quase dobrou nas últimas contas de luz.

No ano passado, foi decretado pela Administração Municipal um aumento de 70% na taxa de iluminação, sendo que 40% começaram a ser cobrados em 2018 e os outros 30% serão acrescidos em 2019. A justificativa do Governo Municipal foi de que acompanhava o reajuste na conta de luz por parte da Copel.

Essa taxa também foi alvo de questionamentos do vereador, que encaminhou à Copel - Companhia Paranaense de Energia um ofício pedindo números e a resposta foi que o aumento realmente existiu. (acompanhe cópia do documento nas imagens acima)

Além de lamentar a atual cobrança que é definida pela Administração Municipal, o vereador falou ainda sobre a eleição da Nova Mesa Diretiva da Casa de Leis que foi realizada na última terça-feira, 18, em que ele foi eleito vice-presidente, na chapa presidida por Edson Ferreira.

Professor Ari e Boaventura Mota são os únicos vereadores que desde o início do mandato em 2017 fizeram oposição ao atual Governo Municipal e a formação da nova Mesa Diretiva gerou alguns questionamentos.

Segundo o vereador, nada vai mudar em relação aos trabalhos e ele vai continuar com a mesma postura na Casa de Leis. Professor Ari detalhou como foi o processo de formação da chapa vencedora na eleição interna.

Acompanhe a entrevista:

Costa Oeste News Telefone (45) 3565-1022 | Whatsapp (45) 99102-5533
Rádio São Miguel Telefone (45) 3565-1022 | Whatsapp (45) 98407-8348
Rádio Terra das Águas Telefone (45) 3268-8778 | Whatsapp (45) 98818-3666
Rádio Independência Telefone (45) 3264-1713 | Whatsapp (45) 99935-8890
Rádio Guaíra Telefone (44) 3642-1945 | Whatsapp (44) 99118-5606