SÁBADO, 25 DE MAIO DE 2019
Predomínio de Sol
20º
MÁX
12º
MIN
1020 AM
Rádio Independência
106,5 FM
Rádio São Miguel
93,3 FM
Rádio Terra das Águas
89,7 FM
Rádio Guaíra
| Fonte: Geovani Canabarro c/ inf. Assessoria CREA PR | Fotos: Divulgação | 16 de Abril de 2019

Região Oeste representa a maior parte da produção de tilápias do Paraná

Região se destaca no cenário nacional na produção de tilápias e atuação de Engenheiros de Pesca contribui na qualidade do produto beneficiado

Nesta época do ano, as vésperas da Páscoa aumenta o consumo de peixes em todo o Paraná. Mas a procura pelo pescado não ocorre apenas neste período e o ritmo alto de produção acompanha a demanda pelo produto nos demais meses do ano.

De acordo com dados divulgados pela Associação Brasileira de Piscicultura, em 2018 a produção total de peixes no Paraná foi de 129,9 mil toneladas, 16% maior em relação a 2017, o que posiciona o estado como o maior produtor de peixes de cultivo do país, seguido por São Paulo e Rondônia. Esse ranking foi alcançado principalmente pela produção de tilápias, categoria na qual o Paraná mantém a liderança nacional com 30,7% de participação.

Região Oeste se destaca na produção de tilápias

Nesse contexto a região Oeste Paranaense representa a maior parte da produção do estado. Em franca expansão, surge a cada dia novas áreas rurais destinadas à piscicultura, além de empresas interessadas no beneficiamento do produto, em especial a tilapicultura, que é hoje uma das indústrias mais importantes da aquicultura brasileira.

Segundo dados do Instituto Ambiental do Paraná atualmente cerca de três mil produtores rurais de 12 municípios da Bacia do Rio Paraná 3, que abrange municípios da região Oeste comercializam peixes, desses, 95% estão envolvidos com a produção de tilápias. São aproximadamente dois mil hectares de áreas de piscicultura integradas a empresas de beneficiamento que atuam na região Oeste, todos com licença ambiental de acordo com o IAP.

Para o beneficiamento do pescado, três indústrias de grande porte atuam na região além de outras nove de médio e 10 de pequeno porte, o que estimula o interesse dos proprietários rurais pela piscicultura na região. Nessas indústrias em 2017 foram abatidas e processadas cerca de 160 toneladas de tilápias por dia, sendo que o produto final predominante é o filé. Em 2018 a região Oeste foi a responsável pela produção de 73% do pescado no estado, algo em torno de 10% da produção nacional com destaque para a tilapicultura.

De acordo com o Engenheiro de Pesca e chefe da Regional de Toledo do IAP, Taciano Cézar Freire Maranhão, para estimular mais o desenvolvimento da aquicultura na região, o governo do estado pretende “estimular o cultivo de alevinos de espécies nativas na região Oeste que são bastante procurados em tradicionais eventos de pesca esportiva e nos estabelecimentos de “pesque-pague”. As espécies são: pacus, piaparas, curimbatás, dourados, piracanjubas e tilápias.

Costa Oeste News Telefone (45) 3565-1022 | Whatsapp (45) 99102-5533
Rádio São Miguel Telefone (45) 3565-1022 | Whatsapp (45) 98407-8348
Rádio Terra das Águas Telefone (45) 3268-8778 | Whatsapp (45) 98818-3666
Rádio Independência Telefone (45) 3264-1713 | Whatsapp (45) 99935-8890
Rádio Guaíra Telefone (44) 3642-1945 | Whatsapp (44) 99118-5606