SEGUNDA-FEIRA, 16 DE DEZEMBRO DE 2019
Nublado e Pancadas de Chuva
26º
MÁX
22º
MIN
1020 AM
Rádio Independência
106,5 FM
Rádio São Miguel
93,3 FM
Rádio Terra das Águas
89,7 FM
Rádio Guaíra
820 AM
Rádio Cultura Foz
Paraná
| Paraná | Fonte: AEN | Fotos: AEN | 13 de Agosto de 2019

Com redução do Sistema Estadual de Agricultura, reforma administrativa prevê economia de 16 mi

O Governo do Paraná deu início à segunda etapa da reforma administrativa, que tem como foco a junção e reestruturação de autarquias.

Nesta segunda-feira (12), o chefe da Casa Civil, Guto Silva, protocolou na Assembleia Legislativa três projetos de lei. O mais complexo trata da redução do Sistema Estadual de Agricultura, que deverá gerar uma economia de 16 milhões de reais por ano com a redução de cargos e de estrutura. A proposta prevê a fusão de Emater, Iapar e do CPRA, Centro de Referência em Agroecologia. Os três formariam um único órgão, que passa a se chamar Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná, e a liquidação da sociedade de economia mista Codapar, Companhia de Desenvolvimento Agropecuário do Paraná. De acordo com Guto Silva, a reforma do Estado deve ser um dos legados da atual gestão. (Áudio 1)

As outras duas propostas entregues à Assembleia Legislativa fazem modificações na finalidade e estrutura organizacional do Serviço Social Autônomo Paraná Projetos e do Simepar, que passa ser vinculado à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo e recebe o nome de Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná. O presidente da Assembleia Legislativa, Ademar Traiano, afirmou que a Casa vai dar a agilidade necessária aos projetos da reforma administrativa. Segundo o líder do Governo na Assembleia, deputado Hussein Bakri, a proposta é positiva e vai receber o apoio dos deputados. (Áudio 2)

A primeira fase da reforma administrativa, que reduziu o número de secretarias de 28 para 15 e eliminou 339 cargos, foi votada e aprovada pelos deputados em abril. A economia com a redução e modernização da administração direta foi calculada em 10 milhões e 600 mil reais por ano. Com a entrega dos projetos de lei à Assembleia Legislativa, o Governo dá início à segunda etapa da reforma. A terceira e última etapa vai tratar da economia com estruturas e despesas dela decorrentes e de contratos. A estimativa é de que, somadas, três etapas possam poupar até 160 milhões de reais em quatro anos aos cofres públicos.

Áudio 1 - Guto Silva
Áudio 2 - Hussein Bakri - Líder do Governo na Assembleia
Costa Oeste News Telefone (45) 3565-1022 | Whatsapp (45) 99102-5533
Rádio São Miguel Telefone (45) 3565-1022 | Whatsapp (45) 3565-1022
Rádio Terra das Águas Telefone (45) 3268-8778 | Whatsapp (45) 98818-3666
Rádio Independência Telefone (45) 3264-1713 | Whatsapp (45) 99935-8890
Rádio Guaíra Telefone (44) 3642-1945 | Whatsapp (44) 99118-5606
Rádio Cultura Foz Telefone (45) 3026-8020 | Whatsapp (45) 99827-8200