SEXTA-FEIRA, 05 DE JUNHO DE 2020
Chuva pela Manhã
20º
MÁX
11º
MIN
1020 AM
Rádio Independência
106,5 FM
Rádio São Miguel
93,3 FM
Rádio Terra das Águas
89,7 FM
Rádio Guaíra
820 AM
Rádio Cultura Foz
| Fonte: Starse/Super Interessante | Fotos: Divulgação | 23 de Fevereiro de 2020

Conheça o projeto Starlink, da SpaceX, que pretende disponibilizar internet gratuita ao mundo

Satélites foram vistos na última sexta-feira, 21, , inclusive em Foz do Iguaçu, cruzando o céu e chamaram a atenção de moradores de cidades do sul do Brasil.

Desde a noite desta segunda-feira (17), há mais 60 satélites da SpaceX no espaço. A empresa comandada pelo milionário Elon Musk realizou com sucesso o lançamento dos dispositivos. Este foi o quinto lançamento do projeto desde sua estreia, e o terceiro apenas neste ano, levando a “constelação” atual para um total de 300 satélites — rumo a um total que pode chegar a 42 mil.

Os satélites lançados na segunda foram visualizados, principalmente na região sul do Brasil e chamou a atenção de moradores de várias cidades, inclusive em Foz do Iguaçu. Veja:

Pontos luminosos observados no céu de Foz são satélites para internet gratuita no mundo

O objetivo é começar a disponibilizar internet via satélite, alcançando lugares remotos – e trazer uma nova fonte de receita para a companhia. O projeto é denominado Starlink e pretende cobrir a orbita da terra com a promessa de trazer internet de alta velocidade sem que seja necessário uma infraestrutura muito robusta de cabos, antenas e aquela bagunça toda.

A empresa planeja disponibilizar o serviço primeiro para os norte-americanos. No entanto, o serviço será ampliado para o mundo todo. Segundo o relatório da empresa, o custo para o consumidor final será ainda mais barato do que é cobrado em média pelo mercado, podendo ser gratuito, e resolvendo o problema de acessibilidade em países mais pobres (em partes da África, por exemplo, 1 gigabyte de dados na internet pode custar até 10% do salário médio anual).

O lançamento foi realizado em Cabo Canaveral, na Flórida, nos Estados Unidos. Inicialmente, os satélites vão orbitar 290 km acima da Terra, mas, quando for confirmado que eles estão funcionando de forma correta, a distância irá aumentar para 550 km. Os satélites possuem propulsores para impulsioná-los para cima.

Em outubro de 2019, Elon Musk fez uma postagem em uma rede social testando a internet disponibilizada pela constelação Starlink – e foi bem-sucedido. A expectativa é que a rede seja disponibilizada nos Estados Unidos e Canadá a partir deste ano.

Desde o primeiro lançamento dos satélites, astrônomos afirmam que os satélites refletem a luz solar e estão prejudicando na visualização dos astros. Por isso, neste lançamento, um dos satélites foi pintado com tinta escura para diminuir o reflexo. Caso a experiência seja bem-sucedida, a empresa irá adotar a iniciativa para os próximos. A SpaceX também afirma que a visibilidade dos satélites irá diminuir à medida que eles se distanciam na órbita.

Além da SpaceX, a Amazon, Blue Origin (empresa espacial de Jeff Bezos), Telesat e OneWeb testam lançar suas próprias constelações de satélites com o mesmo fim: promover internet no mundo inteiro.

Clique aqui e participe do nosso grupo de notícias no Whatsapp.

Costa Oeste News Telefone (45) 3565-1022 | Whatsapp (45) 99102-5533
Rádio São Miguel Telefone (45) 3565-1022 | Whatsapp (45) 3565-1022
Rádio Terra das Águas Telefone (45) 3268-8778 | Whatsapp (45) 98818-3666
Rádio Independência Telefone (45) 3264-1713 | Whatsapp (45) 99935-8890
Rádio Guaíra Telefone (44) 3642-1945 | Whatsapp (44) 99118-5606
Rádio Cultura Foz Telefone (45) 3026-8020 | Whatsapp (45) 99827-8200